Rua Caiçara, 500, Brant, Lagoa Santa, MG | (31) 3972-5400

Notícias

Chuvas de verão: cuidados que podem evitar acidentes

24 jan, 2018 . Gilliard Moreira . 0 Comentários

Não é porque a chuva deu uma trégua que você vai baixar a guarda. No verão, é preciso estar sempre em alerta e tomar os cuidados necessários para proteger a sua família.

A Defesa Civil recomenda uma série de cuidados para evitar acidentes e garantir a segurança de todos. As precauções vão desde a limpeza de calhas e manutenção de muros até o cuidado com as crianças.

Antes das chuvas – Os cuidados começam com a prevenção. Mantenha ralos, esgotos e valas sempre limpos; não jogue entulhos e lixos em bueiros, lotes, quintais, ruas, encostas, córregos e rios; limpar as calhas e locais de escoamento da água da chuva; faça uma revisão nos telhados; reforce paredes e muros que estejam com sinais de rachaduras; e desligue aparelhos elétricos quando perceber a chegada das chuvas fortes acompanhadas de raios.

Se a sua residência estiver localizada em área de risco de alagamentos ou desmoronamentos, coloque os móveis em locais que a lama e a água não consigam alcançar. Em casos de perigo ou desabamento, abandone o local e procure um lugar seguro. E mais, entre em contato com a Defesa Civil do nosso município.

Durante as chuvas – Não utilize árvores como abrigos, pois atraem raios; não atravesse a pé ou motorizado as ruas alagadas e pontes; evite caminhar em áreas desconhecidas; e não fique em áreas que têm bueiros, que com a força das águas podem se abrir.

As crianças não devem brincar em enxurradas. Nelas, há riscos de acidentes e doenças. As portas e janelas precisam ficar fechadas para evitar entrada de ventos fortes e de animais peçonhentos.

Depois da chuva – Assim que a chuva passar, verifique se as instalações elétricas estão enxutas antes de ligá-las. Tome cuidado com animais, como cobras, ratos, aranhas e escorpiões. Se a casa tiver sido atingida pelas águas, é preciso limpá-la para evitar doenças. Por fim, não utilize água de cisterna antes dela ser tratada pela Vigilância Sanitária.